Páginas

domingo, 24 de julho de 2011

R.I.P Amy.

Não adianta dizerem pra mim que já era esperado, que ela procurou o próprio fim, nem nada disso. Eu vou sentir falta da Amy.
Também não adianta ninguem me dizer que todos os gênios são incompreendidos, que o caminho autodestrutivo que ela escolheu era pra suportar a genialidade, nem nada disso. Eu ainda vou sentir falta da Amy. Porque poxa, num mundo atual em que a gente é obrigado a conviver com tanto lixo musical, ela foi um sopro de ar fresco nos meus ouvidos. Ela trouxe música boa, cheia de balanço pros meus dias. Voz única, estilo idem, uma grande artista, certamente.
E uma jovem linda. Sim, tão jovem e já se foi. E agora não tem mais música nova, não tem mais show no Brasil, só tem lembrança. Poxa, Amy, porque você fez isso com a gente?
Eu me lembro de que quando outro gênio, o Michael Jackson, morreu eu não acreditei. Depois chorei loucamente na frente do computador e fiquei esperando algo que poderia ser típico dele - uma jogada de marketing. Eu ainda estou esperando alguem aparecer na TV e dizer que o Michael não morreu, que foi pegadinha do malandro. Acabo de acrescentar a Amy a essa lista de esperas. Me chamem de estúpida, mas não dizem que a esperança é última que morre?
Eu sou jovem. Não vi grandes mitos como Fredie Mercury, nem Elvis, nem John Lenon. Embora goste muito deles, não vivi toda a euforia, todo o frisson que eles causaram. Mas a Amy vai me marcar pra sempre, porque foi um mito que eu pude viver: do surgimento, do comecinho da carreira, ao sucesso absurdo, ao final. A Amy marcou um período único na minha vida, que foi minha faculdade. Ela "viveu" momentos únicos comigo.
A música dela estava comigo nos longos trajetos de ônibus, na hora de estudar pras provas de Direito Penal, na hora de me arrumar pros churrascos. Por isso, ontem, eu tive a sensação de ter perdido uma amiga.
Eu tinha feito o delineado igual ao dela pra postar aqui. Mas não saiu foto boa, então, amanhã, ou depois, quando esse estado de "eu não acredito" passar, eu posto outra foto. Hoje eu deixo vocês com o clipe da minha música favorita.

R.I.P. Amy.


3 comentários:

  1. Parabéns pelo post. Eu não era super fã dela, e não vou fingir ser agora que ela se foi. Mas entre tantas músicas que gosto certamente incluía algumas da Amy.
    Por mais que soubessémos da vida completamente louca que ela levava, ninguém desejava este desfecho. Infelizmente mais um talento se vai precocemente. Só espero que outros não tenham o mesmo destino triste, pq os bons talentos estão sucumbindo rápido demais!

    ResponderExcluir
  2. Oie flor, obrigada por me seguir, também estou seguindo!
    adorei o post, fiquei super triste qndo soube da noticia da morte dela =/
    bjks
    www.makeup4girlslikeyou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi flor, valeu pela visitinha no meu blog, amei esse teu post sobre a AMY...Sou super-fã dela...
    Já estou te seguindo...Se quizer me segui tb será muito bem -vinda!!
    vidadequeen.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou do post? Comenta, gata!